Quadrinhos I



Sobre os nossos tempos...









Blogagem Coletiva - Amigos Virtuais


Blogagem proposta pela querida Ana Paula.



O que tenho a falar sobre as interações na blogosfera?

Muita coisa...

Este blog existe desde agosto de 2011... Nesse ano de 2015 vai fazer 4 aninhos de existência.
Antes deste eu postava no Borboletar... sem um objetivo muito certo.

Agosto de 2011 foi o primeiro ano que passei o dia dos pais sem meu pai.

Escrever no blog foi para mim como uma terapia...
Encontrei nesse mundo virtual blogueiro muita gente que também escrevia sobre suas dores de lidar com a saudade, com a falta de alguém.
A interação com essas pessoas fez com que eu me fixasse por aqui.

Depois surgiram tantas outras pessoas especiais. Pessoas como eu... com sonhos, desafios, alegrias...
E grande era a vontade de postar, de ver as postagem delas...

Aos poucos as interações foram estreitando os laços de amizade...

Participei de várias atividades virtuais e reais com elas...


Em 2012 fizemos a troquinha de primavera.

Também em 2012 fizemos um amigo oculto virtual

Em 2013 participei de outro amigo secreto virtual.

O encontro real foi com a Carol. Nos encontramos na Flip em 2013. Falei sobre esse encontro aqui. Sinto saudade dela e de suas postagens.

Em 2013/2014 participamos do projeto "Livro Viajante". Foi uma experiência muito legal.

Às vezes, em alguma situação cotidiana, lembro de algumas dessas blogueiras que temos mais contato... como se a conhecesse pessoalmente, como se escutasse sua voz...

Ah...
Com a tecnologia do Whatsapp, temos um grupo das blogueiras lá.
Super legal. Algumas gravam áudio... daí conhecemos sua voz, seu sotaque. 



Se já pensei em desfazer o blog?
Sim... várias vezes...
Falta de tempo, falta de assunto, falta de inspiração... tudo isso já me fez pensar em desistir de tudo isso.


Mas gosto de escrever, gosto de visitar os outros blogs, gosto dessa interação gostosa.
Gosto de receber palavras de carinho e incentivo quando preciso.

Também gosto de me fazer presente na vida daqueles que se interagem por aqui comigo... dando uma palavra de apoio, de conforto, quando necessário.

A minha experiência no blog é positiva.

Não tenho um assunto principal no blog.

Talvez ele resume um pouco o que eu sou e o que faço... Como somos pessoas em constante transformação, o blog também sempre em transformação... acompanhando as etapas de minha vida.


Abraço pra vocês!




10 fotos no dia 10

Faz muito tempo que não faço essa tag.
Eis-me aqui.


Terminei de bordar toalhas de pacthwork... presente de casamento. 



Toalhas bordadas...



Flores são sempre bem vistas



Mais flores



Uma visitinha no fim da noite.


Irmã. 


Presente. Chocolate.








Ostentação... Hidratação para os cabelos com produtos da Lola





Cabelos cortados, em transição capilar.
=)


Dia 10.
Dia das mães.
Uma mãe que é 10. Que é 100. Que é muito mais que 1.000


O racismo do ponto de vista do negro


Eu observo com frequência discussões sobre racismo, discriminação racial, nas redes sociais.
É certo que cada pessoa expõe a opinião a partir de seu ponto de vista, do local em que se encontra.

Gustavo é o garoto que aparece no vídeo abaixo diz:
"É importante mostrar a realidade a partir do ponto de vista do próprio negro".

Com uma sabedoria espetacular, para uma criança de 10 anos, Gustavo nos ensina muito nessa pequena entrevista.

Em sua fala diz que todos somos iguais e, algumas pessoas parece que não entende isso e trata o outro de acordo com a cor da pele. 

Outra fala que considerei fantástica foi quando disse que não podemos fazer as coisas sozinhos, sempre precisamos do outro, do nosso semelhante. Mas existem pessoas que não enxergam isso. Gustavo diz que os contos africanos nos ajudam a respeitar o outro já que precisamos de conviver com o próximo.


Veja o vídeo aqui


O conselho de Gustavo é:
"não precisamos de debater com o outro, mas precisamos mostrar o que é ser negro do ponto de vista do próprio negro, mostrar para o outro que não concordamos com o que ele diz, sem ser arrogante".

Não cansaria de bater palma pra você Gustavo.





<< >>