Conto de Natal

"O Verbo se fez carne"


Tudo preparado para a noite de Natal.
A Ceia foi organizada na casa de um dos tios. Toda a família se reuniria lá.
No dia 24, de tarde, recebeu a notícia que uma pessoa da família recebeu alta do hospital. Essa pessoa não tem cônjuge nem filhos. Ninguém que pudesse cuidar dele.
Sem raciocinar sobre toda a programação já organizada para o final do ano, a senhora da casa disse Sim. Disse que era possível acolher aquele idoso enfermo em sua casa.

Assim aconteceu o Natal naquela família. A mãe, as filhas e o enfermo.

O Cristo, que na data de 25 de dezembro de todos os anos é convidado a nascer e renascer no coração da humanidade, é aquele Mestre que disse: "Estava nu, e me vestistes; adoeci e me visitastes; quando tive fome, me destes de comer...".

Acreditar e viver o texto de Mateus 25, 35 ... é o que basta para o Amor nascer em nossos corações não somente no Natal, mas em todos os dias.

Por um Natal e um Ano Novo menos consumista, interesseiro, egoísta. Amando o Cristopresente no próximo!

Até 2014!






Feliz Natal !

Natal...



Que o "Papai Noel" em que cremos possa nos fortalecer a cada novo dia, dando-nos sonhos e esperança de um mundo cada vez melhor, que é possível a partir de nossos próprios atos.

E lembramos que Natal  é a festa do Amor. É o Amor que nasce no meio de nós. 
Amor que deve ser praticado com o próximo.

Obrigada por sua companhia virtual (e/ou real) durante este ano de 2013.

Feliz Natal!

Deus te abençoe.


As ruas de Paraty.




Ande devagar, sem pressa, sem salto.
Contemple o que está à sua frente,  do lado, no alto.
Esqueça a correria das avenidas, as buzinas, o asfalto.




{AnaVi}



<< >>