O que é tristeza para você?






O título desta postagem também é o tema de um projeto em que alguns artistas revelam suas perspectivas sobre o tema tristeza. 


Dentre esses artistas está Hélio Leites. 

Gostei de suas perspectivas.

“…tristeza num certo sentido até que ela é boa, ela faz você ver outras coisas que a alegria não deixa ver…” (Hélio Leites)




Hélio Leites relata que trabalha fazendo artesanato e o seu emprego é um diálogo com a humanidade. Trabalha em uma banca, por onde passam homens e mulheres, às vezes tristes ou desempregados. Vendo isso Hélio percebe a necessidade de cada uma dessas pessoas.



Conta uma conversa com um homem desempregado:

Hélio: Quem está desempregado está procurando serviço no lugar errado.

Homem desempregado: Onde a gente tem que procurar?

Hélio: Dentro da gente! Quando a gente vai procurar o que fazer dentro da gente, acontece uma coisa incrível: a gente sempre acaba fazendo o que a gente gosta. 

Ainda não conheço bem a história de Hélio. Apenas vi esse seu vídeo e sua participação nesse projeto.
Mas ele é um tipo de gente que eu gosto, que me atrai. Gente que pega a tristeza, o problema, ou qualquer dificuldade que seja, revira aquilo e faz disso uma arte, algo belo.

Também concordo quando ele diz que, de certa forma a tristeza é boa sim... 

Claro que não estou dizendo que devemos buscar viver a tristeza. Mas, ela faz parte de nossa vida, de nosso cotidiano. Gostei desse projeto pelo fato dele mostrar "a beleza" da tristeza.

Enfim...

Esse e outros vídeos com outras histórias fazem parte de um outro projeto: Thomas Tristonho. Também falando sobre a tristeza. Como lidar com as fragilidades em nossa vida.

Recomendo os vídeos e leituras...

Ana Virgínia





7 comentários:

Cintia Dias disse...


Oi Ana...estou de volta a Blogsfera!
Gostei muito do tema da sua apostagem de hoje e do projeto que nos foi apresentado.
Hoje me fizeram uma pergunta ao contrário dessa sua...me perguntaram se o meu status era sempre Felicidade...eu respondi que sou Feliz mas que me permito momentos de tristeza, pois não considero que a vida para ser bela, tenha que ser 24hrs com sorriso estampado no rosto! A Felicidade não tem que ser mostrada para os outros tem que ser vivida intensamente por nós!
A tristeza por algumas vezes é bem vinda para darmos mais valor ainda a felicidade, as pessoas e a nossa vida como um todo!!
Tenha uma linda semana
Obrigada pela indicação dos vídeos e da leitura...

Beijinhos...
Cintia
http://re-construindoumavida.blogspot.com/

Alê Biet disse...

Oi Ana!
Perfeito seu post! Adorei!
“…tristeza num certo sentido até que ela é boa, ela faz você ver outras coisas que a alegria não deixa ver…” (Hélio Leites)

Beijos!

Ana Paula disse...

Estamos num tempo em que não lugar para a tristeza. Existe uma obrigação em sermos felizes 100% do tempo.
A frase que a Alê destacou é perfeita.
A tristeza é necessária.
Bj

Dani ♡ disse...

"Felicidade, quando passa, dói.
Tristeza, quando dói, passa.
É tudo uma questão de tempo."

(Sarah Westphal)

Muito bem lembrado das nossas tristezas. Precisamos delas para superarmos.

beijos!

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Ana Virgínia, eu acredito que temos muito medo da tristeza, temos muita vergonha de nossas fragilidades, somos excessivamente orgulhosos para pedir ajudas e achamos que estamos incomodando quando não estamos bem.
É difícil atravessar essa ponte, entender tudo isso e agir de forma bem simples e natural.
O que o Hélio Leites faz, com sabedoria, é abrir o coração das pessoas e retirar esses medos éticos que temos. Ensina a gente conviver e aprender com isso.
Adorei essa postagem e gostaria muito de fazer o que o Hélio faz. Sei que é só querer fazer, e pronto. Enquanto isso vou tomando vitaminas psicológicas para virar o meu barco.
AnaVi merece um beijo pela postagem

Manoel

Tina Bau Couto disse...

Esse projeto, vídeos, depoimentos, são fantásticos
A tristeza é uma parte da nossa alegria penso eu.

Uma feliz semana para vc :)

Letícia disse...

Que postagem mais profunda! Me apaixonei pelo Hélio, pelo projeto e pelos outros artistas envolvidos!
Acho belíssimo quando conseguimos transformar, criar, inovar. E quando fazemos isso a partir dos nossos sentimentos, é mais maravilhoso ainda!
Transformar a tristeza em algo bom, em arte, em poesia e esperança é algo simplesmente divino!

Mais uma vez, obrigada pelo lindo blog!!!

<< >>